A carregar

Novos equipamentos aumentam capacidade para 45 unidades por hora

Novos equipamentos aumentam capacidade para 45 unidades por hora

Texto Vânia Guerreiro

Fotografia Luis Viegas

Está concluída a instalação dos equipamentos para o aumento de capacidade de produção do T-Roc de 32 para 45 unidades por hora, na área de carroçarias. Os trabalhos preparatórios iniciaram-se em 2019 e terminam agora com a instalação e colocação em funcionamento dos últimos equipamentos.

4 min. leitura

Texto Vânia Guerreiro

Fotografia Luis Viegas

Está concluída a instalação dos equipamentos para o aumento de capacidade de produção do T-Roc de 32 para 45 unidades por hora, na área de carroçarias. Os trabalhos preparatórios iniciaram-se em 2019 e terminam agora com a instalação e colocação em funcionamento dos últimos equipamentos.

  1. 45 unidades por hora

As grandes alterações foram planeadas para as paragens de verão de 2019 e 2020, mas todas as pequenas paragens - Natal, Páscoa, feriados e noites de fins de semana, incluindo a paragem devido à atual pandemia foram utilizadas para fazer intervenções nas linhas.

Paula Ferreira
Líder de projeto e da divisão de planeamento de carroçarias

Em traços gerais, nas linhas do piso e respetivos sub-conjuntos, laterais, teto panorâmico (PSD), mala traseira e capot foram feitos trabalhos de integração. Foram instalados novos robots, pinças de soldadura, grippers e reorganizado o layout das linhas, de modo a atingir o tempo de ciclo necessário para a produção de 45 unidades por hora.

As portas têm agora duas novas linhas combinadas, cuja construção foi iniciada em outubro de 2019. Foram introduzidas novas tecnologias, processos e sistemas inovadores:  aplicação espirolada de colas, pistolas com braços em alumínio e servo-elétricas, busca inteligente de peças em racks manuais e unidades de grampear modulares.

Foi igualmente terminada a instalação de uma nova linha de montagem de elementos móveis, que tem um novo jig para a montagem do portão traseiro, com os aparafusamentos do portão à carroçaria em automático. Nas linhas de transportadores superiores, paralelamente ao aumento de capacidade, realizou-se uma modernização elétrica e de software.

 A integração de equipamentos em linhas já existentes trouxe um desafio acrescido à equipa. Os arranques de produção tinham de ser geridos com muita cautela para evitar sobressaltos na produção e a boa qualidade das peças.

«A equipa do planeamento de carroçarias liderou este projeto, que só foi possível implementar com o trabalho de equipa, em que todos os departamentos envolvidos, Produção, Manutenção, Processo, Ultra-sons, Qualidade, Tool Crib, Segurança Industrial, Engenharia Industrial, Ergonomia, Logística e Fábrica Piloto deram o seu contributo exemplar.», enaltece Paula Ferreira, que destaca também a cooperação com a equipa internacional residente do planeamento da Volkswagen AG e da unidade de negócio da marca para instalação de linhas, que acompanhou todo o projeto em Palmela.

141

Novos robots

72

Novas pinças de soldadura pneumática

16

Novas pinças de soldadura elétricas

80

Novos grippers

Equipa local de planeamento de carroçarias, da esq.ª para a dt.ª: Rui Lóio, Paulo Rocha, André Quintaneiro, Alexander Rudi, Ana Morais, João Mourão, Vítor Luís, Ana Gaspar, Katia Rodrigues, Margarida Quintino, João Costa. Ausentes na foto: Rui Narigueta, Teresa Mendes,  Florian Kegel e Paula Ferreira.

Equipa alemã da PPK (Planung und Produktionstechnik Karosseriebau ZP5, unidade de negócio de instalação de linhas da Volkswagen AG) da esq.ª para a dt.ª: Marco Sedda, Olaf Ostendorf, Mona Matzick, Kilian Feige. Ausentes: Gesualdo Amore e Pierre Lenz.